Obviamente que cada organismo possui uma aceitação particular referente às propriedades de cada alimento, e é devido a essa premissa que trazemos nesse artigo alguns dos benefícios do chá de amora ao nosso organismo e suas contra-indicações.

Chá de folha de amora

Além de ser muito gostoso, ele vem sendo cada vez mais consumido, principalmente por pessoas que gostam de ter uma vida muito mais saudável.

Receitas de Chá de amora

Na culinária, um de seus principais usos além da fruta in natura, é como chá. Se você quer aprender como fazer chá de amora, continue lendo este texto!

Chá de amora: benefícios

Você sabe para que serve chá de amora? Ele é utilizado para várias finalidades terapêuticas e medicinais, por meio de infusão (através da folha) para diversos tratamentos e até mesmo prevenção de doenças, se passar a fazer parte do nosso cotidiano como uma planta medicinal e para tratamentos alternativos.

A busca por uma vida mais saudável faz com que as pessoas se interessem pela infusão de chás através de combinações de folhas diversas, para conseguir encontrar os benefícios para uma vida mais regrada e com bem-estar. Dentre os benefícios do chá de amora temos:

  • Vitalidade: é uma planta rica em vitaminas e nutrientes que possibilitam a sensação de vitalidade e resistência imunológica
  • Combate a diabetes: a folha da amora possui uma capacidade de liberar insulina de forma natural no organismo e inibir a taxa de glicose do organismo. Portanto, para portadores de diabetes tipo II é necessário acompanhamento médico para o consumo do chá.
  • Funcionalidades de rins e fígado: as propriedades do chá de amora diminuem a taxa de colesterol e gordura, facilitando as funcionalidades de rins e fígado.
  • Previne a osteoporose: o chá de amora é um composto que previne a osteoporose pois é rico em potássio, ferro e cálcio.
  • Sistema circulatório: o chá auxilia como ativador da circulação sanguínea, possibilita que o metabolismo conclua sua respiração e troca de gases de forma mais eficiente, prevenindo contra doenças cardiovasculares.
  • Prevenção de hipertensão: como já mencionado, por ser um ativador da circulação sanguínea o chá regulariza e não permite com que a pressão arterial se eleve.
  • Alívio de sintomas de menopausa: a folha da amora possui propriedades sedativas e que diminui as dores abdominais e demais efeitos provenientes da menopausa.
  • Previne contra surgimento de câncer: segundo estudos desenvolvidos, a folha da amora possui uma capacidade significativa de prevenir contra patologias e riscos de surgimento de câncer.
  • Regula o sistema digestivo: possui capacidades laxativas que causa a sensação de saciedade e que favorece à uma readaptação alimentar saudável.
  • Chá de amora emagrece: Conforme estudos identificaram, o chá da planta não causa o emagrecimento de forma espontânea e direta. Ele auxilia nos processos digestivos o que faz com que aconteça uma diminuição de peso e consequentemente, o emagrecimento.

Dentre os benefícios do chá de amora ainda podemos considerá-lo como inibidor de problemas bucais, anti-inflamatório para a garganta e na prevenção contra mucosas. É recomendado pelos profissionais que o chá seja consumido de forma moderada, pois todo o excesso se apresenta como uma marca prejudicial no nosso organismo.

Efeitos colaterais

Quando ingerido em excesso o chá pode causar alguns efeitos colaterais, como gerar um desconforto gastrointestinal, vômito e fadiga. O chá pode interferir na absorção de nutrientes e, portanto, não é recomendável o consumo antes de refeições.

Para que o chá possua o efeito esperado é recomendável que seja fervido com as folhas coletadas na hora do que com as secas ou desidratadas. O nível de concentração da folha é maior ao natural o que libera maiores compostos naturais que proporcionam os resultados observados através do consumo regular do chá.

Chá de amora: contraindicações

A amora não é uma planta que possua muitas restrições. Seu uso não é recomendável para gestantes por provocar contrações e poder acelerar o processo de rompimento de bolsa.

Em pessoas que possuam diabetes tipo dois o consumo do chá deve ser por orientação médica uma vez que a planta acaba alterando a concentração do açúcar no sangue, o que pode ser prejudicial em casos de pacientes que utilizem insulina como tratamento.

O chá de amora pode ser utilizado junto com outras ervas medicinais o que pode fazer com que hajam outras contraindicações, efeitos colaterais variados e benefícios diversos além dos mencionados nesse artigo. Em todos os casos, o consumo em excesso pode vir a ocasionar perturbações hormonais e fisiológicas, podendo gerar desconfortos e mal estares devido às propriedades medicinais da planta.

Conheça também:

  • Ginseng: o ginseng é uma erva medicinal nativa da Ásia e é consumido há mais de cinco mil anos, quando já era utilizado na China com o fim de obter efeitos rejuvenescedores. Vale ressaltar que o "ginseng verdadeiro" é o que pertence família "Panax".
  • Psyllium: o psyllium é casca da semente da planta Plantago Ovata. Possui fibras de altíssima qualidade e em apenas 10 gramas do produto (dos quais cerca de 7,8g são fibras), se obtém aproximadamente um terço do consumo diário recomendado de fibras.

 

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 0/5 (0 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário